Uma Última Vez, parte I: Aprendendo a Viver

Pois é… O tão distante fim chegou, o que há poucos anos, meses, semanas, dias, parecia tão longe, hoje se encontra à minha porta. E não vou mentir, sinto como se faltasse uma parte minha, como se ela tivesse ficado para trás agora com o fim dessa jornada. Ao longo desses sete anos foram muitos momentos; felizes, tristes… Conheci pessoas das quais sentirei muita falta, outras nem tanto, fiz coisas das quais não achei que conseguiria – não, isso não é um exagero – superei barreiras criadas por mim mesmo.


Acho que finalmente posso tirar o pódio de melhor ano na escola de 2018 e colocar em 2021, claro, foram pouco mais de três meses de aula, mas esses poucos meses foram os melhores…
Sinto que me tornei mais próximo de meus amigos do que jamais fui, e isso foi incrível! Esse ano foi o melhor, e graças a vocês. E não digo isso apenas da boca para fora, falo isso com a mais pura sinceridade, afinal, foram tantos momentos, tantas risadas, tantas coisas aconteceram durante esses quase quatro meses, que parecem ter passado em um piscar de olhos.

Parece que ontem mesmo eu estava entrando pela primeira vez na sala e fazendo uma nova amiga, mal sabia eu que ela se tornaria uma pessoa tão próxima… Ou reencontrando antigos amigos em uma esquina qualquer… Depois de tanto tempo, aquele reencontro logo no primeiro dia de aula sem a divisão entre turmas pareceu algo que devia acontecer… É estranho… Enfim….


Mas nesse momento tudo isso chega ao fim, chega o fim de todos os risos, chega o fim das longas conversas que já tivemos, chega ao fim uma longa jornada. E tudo isso parece tão irreal… Parece tão irreal saber que nunca mais teremos todos esses momentos juntos… E isso me deixa triste, por que por mais que dizemos uns aos outros que manteremos contato, sei que talvez isso não aconteça, sei que, com o passar tempo cada um seguirá por seu próprio caminho, e talvez acabem se esquecendo de tudo isso, talvez passe tanto tempo que vocês se esqueçam, e percamos o contato uns com os outros… Ou não, talvez todos vocês não se esqueçam nunca, talvez continuemos nos encontrando por aí, não com a mesma frequência que nos víamos antes, mas que continuemos nos vendo por aí, e sinceramente, é isso que quero. Quero continuar tendo contato com todos os meus amigos que foram próximos o suficiente para que eu pudesse chamar de amigos.


Mas a vida é assim mesmo, não é mesmo?

Momentos… Memórias.. Pessoas… Tudo isso se vai com o tempo, mas não quero que ele leve isso de mim… O fim da escola certamente é algo muito significativo, pelo menos para minha pessoa, é praticamente a morte de um antigo eu, o fim de um ciclo que durou muito tempo, e não simplesmente algo como “finalmente estou livre da escola”.  


É o início de uma nova e ardoa caminhada, problemas irão surgir… Dificuldades… Mas espero nunca desistir, espero que nenhum de vocês nunca desistam, por mais difícil que será…
Irei sentir saudades da escola, não pelas atividades e avaliações, não pelo fato de aprender, aprender é importante, entenda bem… E sim pelas pessoas que conheci lá, dos momentos com essas pessoas, nem todas, claro… Mas algumas irão deixar saudades.

Afinal o melhor da escola é isso, é socializar com pessoas diferentes de você, rir junto delas, chorar… Para mim, a parte mais importante da escola é essa, e pensar que foi justamente isso o que perdemos com a pandemia…


Mas não só conviver com outros alunos, também com professores, alguns que conheço deste o sexto ano, em 2015, outros que conheci um tempo depois, ou conheci nesse ano. Não vou mentir, durante todos esses anos, houveram, sim professores, que foram apenas mais um, aqueles que eram indiferentes aos alunos, pelo menos é o que acho quando observava, e houveram também professores que não irei esquecer.

E quando penso nisso alguns nomes vem em minha mente, alguns professores que tive não foram apenas mais um… O fim da escola deixará um vazio em mim, um vazio que no começo será agoniante… Mas ao longo da vida coisas assim acontecerão, o fim de algo sempre chegará, dando lugar a novos começos, mas sem precisar se esquecer do passado.

Essa aqui não foi exatamente uma reflexão sobre o que achei das aulas de português, mas uma pequena forma de homenagear todos aqueles que já estiveram presentes em algum momento de minha vida, junto comigo, ao meu lado. Algumas já não vejo há algum tempo, algumas todos os dias, outras de vez em quando… Mas todas essas pessoas me ajudaram a ser quem sou hoje, mesmo que não tenham percebido.

A convivência com outras pessoas ajuda a mudar quem somos, ajuda a nos moldar, e é por isso que fico muito feliz em saber que estava certo quando escolhi cada um dos que me cercaram por todos esses anos.


Muito obrigado pessoal, a cada um de vocês! Foi muito bom escrever cada uma das reflexões que já postei aqui, mas essa em questão foi mais especial ainda… E também irá ser especial ler as reflexões de cada um de vocês…


Sentirei muita saudade de tudo isso que vivi nos últimos três ou quatro meses, principalmente das pessoas… Mas o que me resta agora são apenas as boas lembranças desses momentos e lágrimas que caem quando lembro de tudo isso… Tudo o que me resta é conviver com isso, do jeito que aconteceu, do modo como aconteceu… E as vezes me pego pensando sobre como poderia ter sido diferente se a pandemia não tivesse acontecido, mas sinceramente, tenho medo de pensar em quem eu poderia ser caso tudo isso não tivesse acontecido…

Eu gosto de quem sou hoje, apesar de tudo… Mas eu gosto…

Enfim, dessa maneira, então, me despeço, com tristeza em saber que acabou, mas ansioso por novos momentos, novas pessoas, novas oportunidades… Não é mesmo?

E que todos os acasos e escolhas levem até coisas boas… Que todos nós possamos aprender a viver… Então, é isso… Até algum dia… Meus caros amigos…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close