Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

Justiça, Perdão e Equidade

Falarei agora mais detalhadamente sobre equidade, que é a resolução de um problema de outra forma, já que existem diferentes problemas. Vejamos, a equidade busca a igualdade, e para isso utiliza de diferentes meios para que se atinja a igualdade para todos, de fato. Portanto, equidade visa a igualdade por meio de diferentes meios para diferentes problemas, buscando a justiça social.

Mas este, eu diria, que se trata de um problema filosófico, pois entra em alguns conceitos que precisam ser pensados mais detalhadamente e atribuído uma reflexão crítica a respeito. Um dos conceitos é o da justiça, o que seria a justiça? Diferentes filósofos trataram desse tema de diferentes maneiras, para Platão a justiça é um valor absoluto, que visa o bem; já para Aristóteles, a justiça é como uma virtude, proporcional e equitativa. Porém, o foco que quero trazer aqui é outro.

Eu quero agora agregar mais um tema nessa discussão: o perdão. O perdão nem sempre é, necessariamente, a justiça; o perdão é mais algo que te liberta, mesmo você tendo feito algo errado; já enquanto na justiça, independente do ponto de vista, ela liberta ou condena. E o perdão não seria perdão se não houver a consciência de um motivo para perdoar, portanto, não seria possível perdoar alguém que pense que não faz nada de errado; eu diria que o ato de perdoar seria algo mais seu, que te faz bem, do que para os outros. Inclusive, o perdão é uma das coisas que muitas religiões propõem como prática diária.

Por fim, quero trazer aqui o caso da judia Hannah Arendt, que eu recomendo que você pesquise sobre ela; ela lembra que tentar entender não é perdoar, de fato, e não seria justo combater a injustiça com injustiça, que não podemos combater o mal com o mal, pois estaríamos ainda assim estimulando a prática do mal. É preciso imparcialidade para tratar de justiça.

Eu acredito que é de suma importância conhecer sobre esses três temas (equidade, justiça e perdão), pois muitas vezes caímos em situações que envolvem esses conceitos, e devemos conhecer para assim poder julgar uma forma para agir, sempre impondo a atividade da reflexão.

*Sabinadas é escrita por Kauhan Sabino, poeta e idealizador do Jornal Quincas Borba da escola Marciano de Toledo Piza, participante da Rede Camões desde 2020.

Publicidade

2 comentários em “Justiça, Perdão e Equidade

  1. Parabéns ao escritor, ele sou explicar muito bem sobre os três temas destacados.

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close